Hospital São Geraldo


História

Pelo Prof. Nassim Calixto

Nossa história começa em 1911, quando a Faculdade de Medicina foi fundada por uma plêiade de Médicos Ilustres, alguns portadores de tuberculose pulmonar e que aqui aportaram em busca de tratamento em função do excelente clima da cidade, na época fator importante na cura da doença.

Em passado recente, dizia-se a “media você”: Oh! Bendita tuberculose! O seu fruto mais sazonado foi, sem dúvida, a fundação da Faculdade de Medicina de Belo Horizonte. Dizíamos que Médicos Ilustres como: Honorato Alves, Hugo Werneck, Zoroastro Alvarenga, Antônio Aleixo, Samuel Libânio, Ezequiel Dias, Alfredo Balena, Otávio Machado, Aurélio Pires, Cornélio Vaz de Melo, Borges da Costa (Eduardo Borges Ribeiro da Costa), Cícero Ferreira e Olinto Meireles, liderados por Cícero Ferreira, fundaram a Faculdade de Medicina, no dia 05 de março de 1911.


Fundadores da Faculdade de Medicina de Belo Horizonte (hoje, Faculdade de Medicina da UFMG)
Entre os fundadores estava Honorato Alves, indicado para primeiro professor de Clínica Oftalmológica e de Clinica Otorrinolaringológica. A escola teve a sua primeira turma no ano de 1911, esta turma deveria ter os cursos de Clínica Oftalmológica e de Clínica Otorrinolaringológica em 1916 (por conseguinte no 6º ano). A diretoria da escola pressentindo a falta de um verdadeiro especialista para conduzir os destinos das duas Cátedras abriu em 1915, um concurso para professor substituto de Clínica Oftalmológica. Três candidatos se inscreveram classificando-se em primeiro lugar Linneu Silva, assistente do professor José Antônio de Abreu Fialho, da Cátedra de Oftalmologia da Universidade do Rio de Janeiro, de onde se originou a maioria dos professores de Clínica Oftalmológica do país. Os outros concorrentes, Edilberto Campos e J. Santa Cecília, foram classificados em segundo e terceiro lugares, respectivamente, e foram considerados livres-docentes.


Faculdade de Medicina de Belo Horizonte, na primeira metade do século XX
Por essa época, 1919, vagara um prédio próximo à Faculdade de Medicina onde o Governo do Estado mantinha um anexo da Diretoria de Higiene do Estado de Minas Gerais, dirigida, então, pelo professor Samuel Líbano. Pouco antes, o Presidente, Arthur da Silva Bernardes, recebia um pedido dramático de Linneu Silva para instalar uma Clínica Oftalmológica, da Faculdade de Medicina, em condições mais dignas. O Presidente prometeu estudar o assunto com empenho.


Prof. Linneu Silva

Ficha nº 1 da Clínica Oftalmológica
escrita do próprio punho do Prof. Linneu Silva

Renato Machado regressa da Europa, após o término do conflito mundial, juntando-se a Linneu nos esforços para obter, também, uma instalação condigna para sua clínica. Os quatro anos que Linneu Silva viveu no porão do Edifício da Faculdade de Medicina onde funcionava, exclusivamente, um Ambulatório de Clínica Oftalmológica quase lhe alquebraram a coragem de lutar. Mas, a boa estrela de Linneu Silva ganhou a batalha. O Presidente do Estado e seu Secretário do Interior, Afonso Pena Jr., foram sensíveis ao pedido do professor da Clínica Oftalmológica.

Cícero Ferreira, Diretor da Faculdade de Medicina e Samuel Libanio, Diretor do Serviço de Higiene do Estado, somaram esforços para que o prédio vago fosse doado e adaptado afim de abrigar a Clínica Oftalmológica e Otorrinolaringológica, da Faculdade de Medicina de Belo Horizonte.

Reformado o prédio da Diretoria de Higiene pelos esforços conjugados do Governo do Estado, Escola de Medicina, donativos e subscrições de professores da própria Escola, médicos e pessoas da sociedade, inaugurava-se no dia 04 de julho de 1920, o Hospital São Geraldo.


Edifício do Hospital São Geraldo, na primeira metade do século XX
Assim, se fundou a primeira instituição hospitalar da Faculdade de Medicina de Belo Horizonte, orgulho de todos aqueles que lá mourejam na esperança de manter a tradição, serviço à comunidade, extensão e pesquisa nas áreas de atuação, não desmerecendo o amor ao trabalho, anseio de progresso, de servir ao próximo e preparo de novos especialistas, ideais que sangraram a vocação altruística de seus fundadores.

Em março de 1942, o Prof. Hilton Rocha assume a cadeira de Clínica Oftalmológica, permanecendo na sua condução por quase 40 anos, até se aposentar, em 1981.


Professor Hilton Rocha
Um dos sonhos do nosso saudoso Prof. Hilton Rocha foi o de criar uma residência médica, em regime de tempo integral e dedicação exclusiva, com dois anos de duração para a formação de oftalmologistas: O 1º Curso de Pós-graduação (Residência) foi instalado em 01 de abril de 1959, estando o Hospital fisicamente preparado para esse objetivo.

A criação da primeira residência de oftalmologia no país, em regime de tempo integral e dedicação exclusiva, foi um marco na história da oftalmologia brasileira: serviu de modelo para outras, em diferentes Faculdades de Medicina do país.

Hilton Rocha pressentindo o desenvolvimento crescente de subespecialidades, subdivide a residência de dois anos em dois ciclos (1º ano: básico; 2º ano: clínico-cirúrgico) e, ao mesmo tempo, o ensino teórico e prático subdividido em vários setores. Inicialmente, foram criados: Retina – Estrabismo – Glaucoma – Uveíte – Lentes de Contato – Anatomia Patológica.

A 1ª turma terminou seu curso em 01/04/1961, tendo como paraninfo o Prof. Archimede Busacca, que veio a Belo Horizonte e, durante uma semana (6 a 9 de outubro de 1959), deu aulas de Biomicroscopia, focalizando principalmente o seio camerular, o segmento anterior do olho e o segmento posterior (vítreo posterior, retina, mácula e nervo óptico). Foi um curso memorável.


Prof. Busacca em seu Curso de Biomicroscopia no Hospital São Geraldo
Nesses quase 60 anos da residência médica no Hospital São Geraldo, foram formados mais de 450 médicos oftalmologistas, atuando em Minas Gerais e em vários outros estados do Brasil.

Complementando a residência e, tendo em vista o desenvolvimento das subespecialidades e os novos critérios de pós-graduação (Lei das Diretrizes e Bases), o Prof. Hilton Rocha criou o Curso de Doutorado em Oftalmologia reconhecido pela CAPES e pelo CNPq (06 de julho de 1971) ampliando os objetivos da residência e, ao mesmo tempo, preparando doutores para a docência em diferentes universidades brasileiras.

Em 1976, o complexo hospitalar do Hospital das Clínicas da UFMG, incluindo o Hospital São Geraldo, ganhou administração autônoma, como órgão especial da universidade, ligado à Reitoria.

Hoje, o Hospital São Geraldo é Unidade Funcional do Hospital das Clínicas da UFMG, um hospital universitário, público, geral, integrado ao Sistema Único de Saúde e certificado pelo Ministério da Educação (MEC) como hospital de ensino.


O Hospital São Vicente de Paulo, edificação principal do Hospital das Clínicas da UFMG
Além do Serviço de Oftalmologia, alberga também os Serviços de Otorrinolaringologia e de Fonoaudiologia do Hospital das Clínicas da UFMG, todos eles de referência e excelência reconhecidas.  A intensa atividade ambulatorial do Hospital São Geraldo nessas áreas se soma ao atendimento contínuo em unidade de internação e centro cirúrgico dedicados, bem como em serviço de urgência oftalmológica (24 horas). Como hospital de ensino, além das Residências Médicas em Oftalmologia e em Otorrinolaringologia, o hospital é sede de programas de treinamento (fellowships) em diversas áreas, recebendo também alunos de graduação e pós-graduação strictu sensu (mestrado e doutorado).


O Hospital São Geraldo em 2017

HOSPITAL SÃO GERALDO / HC-UFMG

GESTÃO

Chefe da unidade: Srta. Bianca Ferreira Di Pietra
Coordenador do Serviço de Oftalmologia:Dr. Hudson Lopes Abreu
Vice-coordenadora do Serviço de Oftalmologia: Dra. Manoella Almeida Ilgenfritz de Moraes
Coordenadora de Enfermagem: Sra. Odaléa Ribeiro


COORDENAÇÃO DOS SETORES ESPECIALIZADOS

Córnea, Catarata e Doenças Externas Oculares: Dr. Marco Antonio Guarino Tanure
Cirurgia Refrativa: Dr. Frederico Bicalho Dias da Silva
Ecografia: Dr. Breno Teixeira Lino
Estrabismo: Prof. Galton Carvalho Vasconcelos
Glaucoma: Prof. Sebastião Cronemberger Sobrinho
Lente de contato: Dra. Simone Andrade de Pinho
Neuro-oftalmologia: Prof. Marco Aurélio Lana Peixoto
Plástica Ocular, Órbita e Vias Lacrimais: Profa. Ana Rosa Pimentel
Reabilitação Visual – Baixa Visão Infantil: Dr. Galton Carvalho Vasconcelos
Retina e Vítreo: Prof. Márcio Bittar Nehemy
Urgências: Dr. José Aloísio Massote Mourão Oliveira
Uveíte: Prof. Daniel Vitor de Vasconcelos Santos